sexta-feira, 3 de julho de 2009

CANTA UM SAMBA PRA MIM



Canta um samba pra mim

Corre e pega lá dentro o meu violão
Bate na palma da mão
Crava alegria no fundo do meu coração
Vê se aprende a falar
Diz que vai ficar bem

Canta um samba pra mim
Pega o cavaco e toca aquela canção
Aparece na televisão
Abre o armário de coisas da imaginação
Não deixa o tempo passar
Fica pra sempre neném

Canta um samba pra mim
Tira meus olhos molhados do fundo do mar
Vem me tirar pra dançar
Revira a minha vida de pernas pro ar
Depois se torna o meu chão
Me abraça e volta a dormir

Canta um samba pra mim
Cobra a minha presença com o teu olhar
Não deixa o tempo passar
Deita em meu colo e sonha que eu vou ficar
Que eu não sumo mais não
E só acorda depois que eu sair

Canta um samba pra mim
Diz que é mentira o tempo que eu não estive aí
Conta o que eu perdi
Rasga o meu peito e arranca o que eu já sofri
Socorre a minha emoção
Cantando um samba pra mim

3 comentários:

Ana Guimarães disse...

Estou aqui bebendo com você, Nelson. Essas criaturinhas são tudo na vida da gente, não?
Bom domingo!

Elika Takimoto disse...

Estou aqui enchendo a cara, meu amor.

;-)

Luluch Carvalheira disse...

Como esse armário de coisas da imaginação é fértil!!!!!Maravilhoso!!!!´Fiquei doidona também...bjs mil