domingo, 20 de dezembro de 2009

SE NA OUTRA VIDA

Se na outra vida eu tiver sorte
A morte que hoje me trazes não vai ser ruim
Mas deixa em meu peito a tua imagem
Pra eu lembrar na outra vida
O motivo do meu fim

Vou lembrar dos teus olhos castanhos de maldade
Vou lembrar dos teus lábios vermelhos de ilusão
Vou lembrar do sorriso fingido, que saudade...
Vou lembrar do teu gosto moreno de paixão
Mas não vou não

E que Deus desse pecado me livre e guarde
Pra que a morte que tive não tenha sido em vão
E o desejo que além do além inda me arde
Me maltrate e revele a verdade do teu coração

5 comentários:

Raquel disse...

Nelson,

Passando aqui e lendo sua poema "de morte", mas vontade da de celebrar a vida!
Um Natal e um 2010 de muito amor, paz, prosperidad, uniao e diversao para vc e sua familia.

Besitoss

Elika Takimoto disse...

Hmmm...gosto moreno...sei não.

Quero ver fazer música bonita exaltando a brancura azeda dos outros. Aí, que eu quero ver se tu é bão mesmo.

Anyway, lindíssima essa música. Taaí, do trânsito dos infernos nasce um novo e belo samba.

Parabéns por esse tb!

Amo essa sua versatilidade (dom de escrever versos)!

;-D

Nara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nara disse...

Pai você é D+!
Beijinhos!